Após um intervalo de 10 anos, o evento deve reunir mais de 3 mil participantes de todo o Brasil em Brasília

A Conferência Nacional de Cultura (CNC) está de volta nesta segunda-feira (04/03). Com o tema “Democracia e Direito à Cultura”, o evento deve reunir mais de 3 mil participantes de todo o Brasil no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília (DF). A cerimônia de abertura contará com a presença do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.
Até a sexta-feira(08/03), a 4ª CNC vai debater políticas públicas culturais e definir orientações prioritárias para assegurar transversalidades nas ações do setor. As propostas aprovadas durante a Conferência vão embasar as diretrizes do novo Plano Nacional de Cultura (PNC), que nortearão a pasta na próxima década.
De acordo com a secretária dos Comitês de Cultura do Ministério da Cultura (MinC), Roberta Martins, é a partir da união do Governo com a população que faz e vive da cultura que a tomada de decisão deve acontecer. “Um Governo nunca pode decidir sozinho, a participação popular é essencial, por isso uma Conferência, ela confere o que já aconteceu, o que está acontecendo e confere o que vai precisar acontecer para que a gente tenha sucesso nas políticas culturais do Brasil”, pontuou a secretária ao programa A Voz do Brasil da última quinta-feira (29/2).
Com adesão de 100% das Unidades Federativas do País, as delegadas e delegados que participarão da etapa nacional da Conferência elegeram, nas fases estaduais e distrital, aproximadamente 140 propostas que serão debatidas entre 12 grupos de trabalho e seis eixos temáticos:
Eixo 1 – Institucionalização, Marcos Legais e Sistema Nacional de Cultura;
Eixo 2 – Democratização do acesso à cultura e Participação Social;
Eixo 3 – Identidade, Patrimônio e Memória;
Eixo 4 – Diversidade Cultural e Transversalidades de Gênero, Raça e Acessibilidade na Política Cultural;
Eixo 5 – Economia Criativa, Trabalho, Renda e Sustentabilidade;
Eixo 6 – Direito às Artes e Linguagens Digitais.
Entre os participantes da Conferência, além de gestores governamentais e dos delegados e delegadas que foram votadas para representar seus locais e seus territórios, estão os intelectuais e pessoas representativas que trazem histórias e memórias importantes, e os observadores, que são as pessoas que se inscreveram através do site do evento e poderão conferir as atividades de perto.
A 4ª CNC é realizada pelo MinC e pelo Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC), e co -realizada pela Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI). Além disso, conta com apoio da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso Brasil).
O Festival da Cultura, que também integra a programação, é apresentado e patrocinado pelo Banco do Brasil, como realização do MinC e do CNPC, co-realização da OEI e apoio da Flacso Brasil.
Leia mais:
Selecionados os 300 observadores para etapa nacional da CNC.
Conferência Nacional de Cultura recebeu 140 propostas dos estados e DF.
Por: Agência Gov
Texto: Thays de Araújo
Edição: Ailane Silva

source

Faça seu comentário

Comments are disabled.