Documento, elaborado no âmbito do GT de eólicas do MDIC, reúne propostas de incentivo e ações para curto e médio prazos para promoção desse setor-chave para a transição energética e a economia verde

 

O Grupo de Trabalho (GT) de Energia Eólica, instituído pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), no âmbito do Comitê Técnico da Indústria de Baixo Carbono (CTIBC), concluiu documento com as demandas e propostas do setor, produzido a partir das contribuições dos participantes do GT, com relatoria da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica). O relatório foi encaminhado, nesta sexta-feira (14), à Casa Civil da Presidência da República.

O GT, coordenado pela Secretaria de Economia Verde, Descarbonização e Bioindústria (SEV) do MDIC, foi instituído para fazer a interlocução entre os setores público e privado para diagnosticar gargalos e oportunidades para o desenvolvimento industrial da cadeia de energia eólica onshore e offshore no Brasil. O documento foi produzido a partir das contribuições dos participantes do GT, com relatoria da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica) e subsidiará os trabalhos já em andamento na Casa Civil da Presidência da República para promoção desse setor-chave para a transição energética e a economia verde.

Dividido em 8 eixos, o documento traz propostas de incentivos e ações para curto e médio prazos. Dentre os apontamentos, estão sugestões para o Plano de Exportação de turbinas eólicas e seus componentes; adequações nas linhas de crédito para financiamento de bens de capital e de projetos de geração de energia eólica; inclusão das baterias associadas a geração renovável no Leilão de Reserva de Capacidade modalidade Potência de 2024; fomento ao setor de serviços dedicados exclusivamente à indústria de instalação, comissionamento e manutenção de turbinas eólicas e aerogeradores, entre outros.

“O MDIC e Governo Federal sabem do papel protagonista que o Brasil tem na transição energética mundial e incentivar a cadeia nacional de energia eólica é fundamental para isso”, explicou o secretário de Economia Verde, Descarbonização e Bioindústria do MDIC, Rodrigo Rollemberg.  “Como consta no documento, nós ratificamos a importância da celeridade na aprovação dos PL do Hidrogênio Verde, do Marco Legal das Eólicas Offshore e do mercado de Carbono”, completou o secretário. “Com esses instrumentos, garantiremos segurança jurídica para atrair mais investimentos e evitar a desindustrialização do setor”, finalizou Rollemberg.

SETOR

Segundo dados da ABEEólica, o setor é responsável por empregar 55 mil pessoas no país e movimentou US$ 48,6 bi em investimentos entre 2012 e 2023. Ainda segundo essa entidade, são 31,1 GW de capacidade instalada em operação comercial (29,95 GW) e teste (1,2 GW), com 11.183 aerogeradores em operação, em 12 estados.

Imagem: Internet

Fonte: gov.br/mdic/pt-br

The post Relatório do GT de Energia Eólica com propostas para o setor é encaminhado à Casa Civil first appeared on Portal do Comércio.

Faça seu comentário

Comments are disabled.