Comissão aprova proposta que susta parte das regras para os serviços de atendimento ao consumidor

A Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados aprovou proposta que susta os efeitos de partes do Decreto 11.034/22, que estabelece diretrizes e normas sobre o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC).

Foi aprovado o substitutivo do relator, deputado Duarte Jr. (PSB-MA), para o Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 117/22, da deputada Lídice da Mata (PSB-BA). A versão original de Lídice da Mata revogava todo o decreto.

Segundo Duarte Jr., o SAC é essencial para o bom atendimento do consumidor. “Uma mudança na regulamentação deve ser analisada com atenção para que seja mantido o equilíbrio na relação entre consumidores e fornecedores”, disse.

Trechos revogados
O substitutivo aprovado susta dois trechos do
Decreto 11.034/22, para exigir que o atendimento humano no SAC seja mantido de forma ininterrupta e para manter o prazo máximo de resposta ao consumidor em sete dias após registro da queixa.

“Essa regulamentação do SAC ampliou o direito do consumidor a informações, dúvidas, reclamações, contestações, suspensão ou cancelamento de contratos e de serviços, e o substitutivo preserva esses avanços”, explicou o relator.

Regra atualizada
O
Decreto 11.034/22 regulamenta o Código de Defesa do Consumidor para estabelecer diretrizes e normas sobre o SAC. Segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública, o objetivo da norma é atualizar as regras desse serviço.

Ainda na visão do ministério, a principal novidade é a ampliação dos canais para registro de reclamação, entre eles sites, aplicativos, chatbox e outras ferramentas digitais. Antes, o Decreto 6.523/08 previa apenas o atendimento por telefone.

Próximos passos
O projeto ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois, seguirá para o Plenário.

Créditos da Imagem: Internet

Fonte: Agência Câmara de Notícias

The post Comissão aprova proposta que susta parte das regras para os serviços de atendimento ao consumidor first appeared on Portal do Comércio.

Faça seu comentário

Comments are disabled.